Colunistas

home

Jogo Aberto

Célio José de Oliveira

Publicado às quartas-feiras

18/02/2020

ILUMINAÇÃO

Tivemos um encontro importante com a área de negócios do Banco do Brasil na última segunda feira. Na pauta o recente financiamento que inclusive foi aprovado pela Câmara Municipal para melhoria do sistema de iluminação de praças e vias da cidade no valor de quase 1 milhão e meio de reais. Além disso, no plano de negócios tem a aquisição de um caminhão-cesto que será utilizado na manutenção pela equipe da própria Prefeitura.

 

ILUMINAÇÃO II

As gerentes Michelli Nitzsche e Amanda Oliveira, ao lado de Gustavo Xavier, assistente, explicaram as razões do atraso na liberação do financiamento que tem a ver diretamente a disponibilidade do Banco do Brasil em relação aos pedidos de financiamento do Estado inteiro. Ao que tudo indica tudo será solucionado ainda esta semana e os investimentos de melhorias, então, poderão ocorrer.

 

ILUMINAÇÃO III

O que está previsto, além da aquisição do caminhão-cesto, é a troca de toda iluminação do Parque Maria Chica por led. Também será contemplada a pista de caminhada em projeto semelhante ao Parque Santa Leonor. Também haverá troca da iluminação da Praça Carlos Sampaio Filho, Praça 9 de Julho, Praça da Vila Aparecida, Orentino Martins e Vila Fátima. Outras duas áreas no bairro Vilaje também terão iluminação nova, além de vários pontos de trocas de lâmpadas de vapor de sódio de 70 watts por 150 watts.

 

ASFALTO

Em recente levantamento feito pela nossa equipe de Obras temos o diagnóstico de pequenos trechos que restam ser pavimentados em Penápolis. A ideia é atingir 100% da cidade totalmente asfaltada até o final deste ano. Os trechos que ainda precisam de pavimento são os seguintes: cinco vias do Parque Industrial, final da Adolfo Hecht, um trecho da José Pinto de Almeida (ao lado da antiga Campezina), Rua Josué Filippin até o Ecoponto da Santa Terezinha, uma via atrás do cemitério novo, um pedaço que liga a Martins São Francisco até a Marginal Maria Chica e um pedacinho de rua no bairro São Francisco. Tentaremos uma força tarefa com equipe da própria Prefeitura, exceção as ruas do Parque Industrial que estão contidas em pedido de financiamento que estamos fazendo na Desenvolve SP no valor de 9 milhões de reais para asfalto e recape.

 

EMPREGO

O assunto geração de empregos vai sempre estar na ordem do dia em qualquer discussão que possa ser gerada com o tema, mas querer imputar a uma administração municipal números negativos é forçar demais a barra. Fazemos parte de um contexto nacional, esta que é a verdade e estamos fazendo o possível e o impossível para minimizar uma crise que não é exclusiva de Penápolis. Hoje o país tem mais de 23 milhões de desempregados. Nossa cidade não é “ilha” e foi abalada nos últimos anos pela crise do setor sucroalcooleiro, que até pouco tempo atrás ainda era a única base econômica do município.

 

EMPREGO II

Penápolis de cerca de 5 anos para cá passou a se reinventar e hoje não depende mais só de uma usina de açúcar e álcool para gerar emprego e divisas, como era no passado. Evidente que se tivesse funcionando a Campestre-Clealco até hoje os números seriam diferentes, mas infelizmente várias unidades foram fechadas e isso refletiu na geração do emprego direto. Com a chegada da Usina Aliança com certeza boa parte dos empregos perdidos será recuperada e a entrada em funcionamento da Bonolat vai fortalecer a diversificação que tanto se buscou em Penápolis.

 

REFLEXOS

O maior reflexo para emprego da Bonolat não está nem na indústria e sim no campo porque são centenas de produtores de leite que vão retomar seus negócios e isso vai gerar riquezas e postos de trabalho na cidade. Existem os que torcem contra, mas ainda neste ano de 2020 viveremos uma fase boa para o tema geração de empregos e o que se perdeu com o passar dos últimos anos tem forte tendência a se recuperar. O pleno emprego só chegará quando a economia do país melhorar de uma forma consistente sendo que neste instante dá fortes sinais de uma reação. Com todas as dificuldades ainda nossa cidade está muito melhor que a maioria dos municípios do Brasil e até em nossa região.

 

MELHOROU MUITO

O fato é que esperamos que a análise sobre o trabalho nestes quase 8 anos inclua por parte de quem tem a missão de divulgar as muitas coisas positivas deste período. Melhoramos muito a cidade em todas as áreas, incluindo aí a abertura que fizemos para a chegada de novos investimentos imobiliários e dos negócios. O setor da construção civil, por exemplo, onde existe muita informalidade cresceu assustadoramente nos últimos 7 anos. Isso gerou muitos empregos que não aparecem nestes números do Caged.

 

MEDICINA

Graças a uma ação da nossa administração junto a Funepe conseguimos fortalecer a instituição que avançou com novos cursos e o último deles com muitos reflexos positivos na cidade: Medicina, que hoje tem 90 por cento dos seus alunos de fora. É valor agregado para Penápolis porque moram, se alimentam, se vestem e estudam na cidade. Isso não é interessante para quem faz avaliações muito parciais sobre a cidade, naturalmente porque tem seus objetivos, na maioria das vezes político-eleitoral.

 

NÃO TINHA

Quando assumimos em 2013 Penápolis não tinha Poupatempo- hoje tem. A Funepe estava a beira de fechar as portas, hoje é uma instituição respeitada e em franco crescimento com parcerias bem consistentes com o Poder Público. A Santa Casa foi fechada, nós reabrimos e hoje busca um equilíbrio para se consolidar. Mellhoramos o Ideb na educação, construímos creches, vamos zerar a demanda reprimida até o final deste ano, construímos rotatórias, recapeamos um terço da cidade, construímos reservatórios, emissários de esgoto, fizemos  galerias, desassoreamos córregos, fizemos o novo Santa Leonor, ligamos a cidade através dos prolongamentos de vias, mexemos na iluminação, modernizamos praças, instalamos academias ao ar livre, a cidade ganhou um shopping center, Bonolat, Usina Aliança, Usina Solar, compramos mais de 30 veiculos para a saúde, novas máquinas e equipamentos para o DAEP. Tudo isso pagando a maior dívida de precatórios da história: quase 40 milhões em 8 anos. Existe muito a se fazer, mas negar que a cidade evoluiu é faltar com a verdade.

 

FRASE DO DIA

MANTENHA SEU ROSTO SEMPRE VOLTADO AO SOL, E AS SOMBRAS CAIRÃO ATRÁS DE VOCÊ.

Comentários

Atenção: Os comentários feitos pelos leitores não representam a opinião do jornal ou do autor do artigo.

Outras publicações