FERREIRA ENGENHARIA Horizontal topo

Brasil mantém invencibilidade no Pré-Olímpico de vôlei feminino

Brasil

Seleção brasileira derrotou a Bulgária por 3 sets a 2

Equipe brasileira manteve a invencibilidade na competição, após triunfos sobre Argentina e Peru

Equipe brasileira manteve a invencibilidade na competição, após triunfos sobre Argentina e Peru. Foto: Divulgação/CBV/Direitos Reservados

FERREIRA ENGENHARIA Horizontal meio da notícia

O Brasil bateu a Bulgária por 3 sets a 2 (parciais de 25/15, 22/25, 27/29, 25/21 e 15/8), nesta terça-feira (19) em Tóquio (Japão), pelo Grupo B do Pré-Olímpico de vôlei feminino. Com este resultado a equipe comandada pelo técnico José Roberto Guimarães manteve a invencibilidade na competição, após triunfos sobre Argentina e Peru.

O destaque da partida foi a ponteira Gabi, a maior pontuadora do confronto com 26 pontos: “Começamos a partida muito bem. No segundo set baixamos a guarda e isso não pode acontecer. A Bulgária fez uma boa partida e sacou muito bem. O que fica de positivo é a resiliência da nossa equipe. Passamos por momentos difíceis e conseguimos sair com a vitória. Fica um alerta dos nossos erros para não acontecer mais nos próximos jogos”.

A seleção brasileira volta a entrar em quadra pela competição a partir das 4h (horário de Brasília) da próxima quarta-feira (20) para medir forças com Porto Rico.

A chave do Brasil no Pré-Olímpico também conta com Argentina, Peru, Bulgária, Porto Rico, Turquia, Bélgica e Japão. Após as três rodadas iniciais as brasileiras aparecem na terceira colocação da classificação com oito pontos. O líder é o Japão, com nove pontos, seguido pela Turquia, que também tem nove, mas com um saldo de sets pior do que as japonesas.

Para garantir uma vaga na próxima edição dos Jogos Olímpicos, que serão disputados em Paris (França) em 2024, a seleção brasileira precisa ficar entre as duas primeiras colocadas. (*) Por Agência Brasil - Rio de Janeiro



COLÉGIO FUTURO - Horizontal topo

Comentários

Atenção: Os comentários feitos pelos leitores não representam a opinião do jornal ou do autor do artigo.