JARDIM DO LAGO 6 Horizontal Topo

Carro é apreendido após policiais militares flagrarem condutora falando ao celular

Polícia

Policiais entraram pelos vidros para detê-la quando tentava guardá-lo na garagem

Durante pesquisa, foi constatado que o licenciamento do automóvel estava vencido desde 2017

Durante pesquisa, foi constatado que o licenciamento do automóvel estava vencido desde 2017. Foto: Ilustração

FUNEPE INSTITUCIONAL 2 horizontal meio da notícia

Uma comerciante de 44 anos teve o carro apreendido, na tarde de domingo (17), em Luiziânia (a 40 km de Penápolis), após ser flagrada falando ao celular enquanto dirigia. Ela, que foi levada ao plantão policial, teria desrespeitado a abordagem. O caso ocorreu por volta das 20h.

O automóvel estava com o licenciamento vencido e a mulher tentou colocá-lo na garagem, fazendo com que os policiais entrassem pelo vidro para impedi-la. Conforme o boletim de ocorrência, PMs patrulhavam, quando viram a investigada guiando um Toyota Corolla.


CELULAR

Ela falava ao celular quando passava pelo cruzamento da avenida Luís Cavaiar com a Padre Antônio Vieira. Os militares deram sinal de parada para autuá-la, no entanto, a comerciante desrespeitou e seguiu o trajeto até parar na frente da casa onde reside. A equipe fez a abordagem e, durante pesquisa, constatou que o licenciamento do automóvel estava vencido desde 2017.

Os policiais disseram à mulher que o carro seria apreendido administrativamente, autorizando que ela tirasse do interior os pertences pessoais, porém, aproveitando um breve momento de distração da equipe, a investigada acionou o motor e tentou guardar o Corolla na garagem. Um dos PMs disse que estava na frente e, por pouco, não foi atropelado.

Para impedir a ação, os militares se jogaram pelas janelas do automóvel. Um acionou o freio de mão, enquanto o outro segurou o braço da mulher, imobilizando-o. O veículo foi recolhido por um guincho. A comerciante foi levada ao plantão policial. Na unidade, concordou em fazer o teste do bafômetro, que deu resultado negativo para ingestão de álcool. O caso, que segue em apuração, foi registrado como lesão corporal e desobediência.



COLÉGIO FUTURO HORIZONTAL TOPO

Comentários

Atenção: Os comentários feitos pelos leitores não representam a opinião do jornal ou do autor do artigo.