Comércio volta a abrir na segunda em Andradina

Região

Apesar da quarentena no Estado prosseguir até dia 7, decreto municipal vai autorizar abertura, com restrições

Decreto permite abertura do comércio a partir de segunda-feira, com restrições de atendimento e locais para higienização

Decreto permite abertura do comércio a partir de segunda-feira, com restrições de atendimento e locais para higienização. Foto: Divulgação

A Prefeitura de Andradina (SP) vai autorizar que parte dos estabelecimentos comerciais da cidade volte a funcionar a partir de segunda-feira (6).

Decreto assinado pela prefeita Tamiko Inoue (PSDB) prevê restrições para evitar a propagação do novo coronavírus, que causa a covid-19. Escolas e creches municipais continuam fechadas.

Segundo nota divulgada à imprensa, o decreto foi elaborado em conjunto com equipe técnica da Saúde e Jurídica e, apesar de Andradina deixar o regime de isolamento, segue o distanciamento social.


PODE

A partir de segunda-feira, as lojas de serviços não essenciais podem reabrir em horário comercial, mantendo os cuidados de distanciamento social.

Restaurantes, lanchonetes e bares poderão voltar a servir alimentação no local, mas com número reduzido de clientes e distanciamento de 1,5 metro entre eles. Nas feiras livres, o consumo continua suspenso.

Barbearias, esmalterias, cabeleireiras, clínicas estéticas e afins devem continuar atendendo com agendamento e limite máximo de um cliente e hotéis poderão retomar as atividades, seguindo as medidas de higienização.


PROIBIDOS

Devem permanecer fechados locais que proporcionam aglomeração de pessoas como casas noturnas, boates, cinemas, clubes, igrejas, academias, escolas e espaços desportivos em geral.

Quem desrespeitar as normas de controle de atendimento, de distanciamento ou não obedecer às orientações de higienização para os funcionários e clientes, poderá ser autuado e ter o alvará de funcionamento temporariamente suspenso.


PARCERIA

Em nota, o secretário municipal de Negócios Jurídicos, Leonardo de Freitas, informa que a Prefeitura vem atuando em conjunto com o Ministério Público, a Vigilância Sanitária e médicos especialistas para tomar as melhores decisões possíveis à população.

De acordo com ele, esse decreto de reabertura do comércio prevê uma avaliação diária da situação da saúde pública. “Caso a movimentação de pessoas sem os devidos critérios comece a ter relação com o aumento da covid-19, a volta do isolamento não é descartada pelas autoridades”, afirma.


ALERTA

Já o secretário municipal de Saúde, Farid Haddad, alerta que a população não deve confundir que a reabertura do comércio significa que o período crítico do coronavírus tenha acabado.

“Quanto mais ficar em casa, menos risco de contato com o vírus a pessoa tem. Ainda orientamos a sair apenas o necessário”, explica.


PREPARADA

O vice-prefeito, Pedro Bentivoglio Filho, argumenta que o fechamento do comércio nesse período foi extremamente necessário para a cidade manter o controle de casos da doença e conscientizar a população.

Ainda de acordo com ele, durante a quarentena, o município se preparou para emergências. Foram alugados cinco respiradores e a Santa Casa conseguiu mais cinco.

“Hoje estamos consolidando a implantação do Centro de Atendimento do Covid, e por isso, temos mais segurança em promover esta decisão de reabertura do comércio, ainda mesmo que tenha restrições”, afirmou. (*) Lázaro Jr. - Hojemais Araçatuba



AREIA BRANCA

Comentários

Atenção: Os comentários feitos pelos leitores não representam a opinião do jornal ou do autor do artigo.