BIG MART INSTITUCIONAL Horizontal Topo

Correntista tem movimento indevido feito em sua conta corrente

Polícia

Após problemas na utilização de caixa eletrônico, com ajuda de um estranho foram feitas operações não autorizadas pela vítima

Conta bancária do aposentado apresentou operações de empréstimos e em seguida dois saques totalizando R$ 5 mil

Conta bancária do aposentado apresentou operações de empréstimos e em seguida dois saques totalizando R$ 5 mil. Foto: Reprodução/Internet

BIG MART INSTITUCIONAL Horizontal Meio da Notícia

Um suposto caso de estelionato será investigado pela polícia civil de Penápolis, envolvendo um aposentado de 72, que foi vítima de movimentações indevidas em sua conta corrente em uma agência bancária no centro da cidade de Penápolis.

Após receber ajuda de um estranho quando tentava sacar e pagar um boleto no caixa eletrônico de seu banco, próximo da praça Dr. Carlos Sampaio Filho, percebeu mais tarde transações feitas com empréstimos e saques no valor de R$ 5 mil.

De acordo com o registro do boletim de ocorrência, a vítima reside no bairro Cidade Jardim, e na manhã deste sábado (25), por volta das 10h, esteve na agência para utilizar o caixa eletrônico. Sua intenção era sacar R$ 350,00 e pagar o boleto do cartão de crédito no valor de R$ 981,81.

Ao chegar no banco verificou que o saguão dos caixas eletrônicos estava em reforma e um rapaz colocando os pisos.

Haviam vários clientes na fila e somente três caixas eletrônicos em funcionamento, segundo ele. O aposentado foi até um caixa não conseguiu pagar o boleto o cartão; dirigiu-se a outro terminal onde efetuou o pagamento do boleto do cartão, porém, tentou sacar R$ 350 e neste caixa não tinha dinheiro.

Foi até o terceiro equipamento, e ao colocar o cartão para saque conta corrente apareceu uma imagem com dizeres que não se recorda, e não conseguiu fazer o saque.

Logo em seguia a pessoa que estava atrás da vítima, um rapaz de altura 1,75m, moreno, magro, cabelos curtos, aparentando ter de 25 a 30 anos de idade, sugeriu que utilizasse a digital. O aposentado disse que não utilizaria esse sistema, porque teria que colocar o número da agência porém, esse estranho disse que não era necessário.

Após tanto ele insistir, a vítima colocou o cartão e a digital. Apareceu algo na tela e o tal rapaz teclou várias vezes, mesmo assim o dinheiro não saiu e acabou desistindo de fazer o saque e foi embora.

Quando estava em sua residência decidiu consultar o extrato pelo aplicativo do seu celular, sendo que verificou o registro de dois empréstimos nos valores de R$ 1.150,38 e R$ 916,72, bem como um CDC Cred pessoal no valor d $ 2.400,00 ,e logo após houve dois saques de R$ 3 mil e R$ 2 mil.

A vítima desconhece essas transações. Logo em seguida fez contato com o 0800 do banco e cancelou o cartão.

Esclarece ainda que em momento algum digitou sua senha, nem entregou o seu cartão ao rapaz que estava tentando lhe ajudar.



COLÉGIO FUTURO - Horizontal topo

Comentários

Atenção: Os comentários feitos pelos leitores não representam a opinião do jornal ou do autor do artigo.