JARDIM DO LAGO 6 HORIZONTAL TOPO

FPF traça novo protocolo para convencer MP a liberar volta do Paulistão

Esportes

Documento é ainda mais rígido em tentativa para derrubar suspensão de jogos em SP

Intenção foi debatida pela Federação em reunião virtual com os clubes da Série A1

Intenção foi debatida pela Federação em reunião virtual com os clubes da Série A1. Foto: Rodrigo Corsi/FPF

BIG MART DIA DAS MÃES HORIZONTAL MEIO DA NOTÍCIA

A FPF (Federação Paulista de Futebol) produziu um novo e mais rígido protocolo para realização de jogos em mais uma tentativa de convencer o Ministério Público de que é seguro disputar o Campeonato Paulista em São Paulo neste momento. A intenção foi debatida na manhã desta segunda-feira (29), em reunião virtual com os clubes da Série A1.

O novo documento, assinado pelos médicos da comissão médica da FPF e dos 16 clubes do torneio, inclui um corte radical no número de pessoas envolvidas em cada partida, além da apresentação de um novo modelo de “bolha” para manter atletas e comissões técnicas sob monitoramento constante. A FPF entregaria o protocolo ao Ministério Público ainda hoje.

Uma versão com mais restrições do que a que foi utilizada até março já foi entregue ao MP neste mês, numa primeira rodada de negociações feita quando o governo de João Doria (PSDB) determinou a paralisação do campeonato no início deste mês. Ele previa a redução de jogos no período de fase emergencial, um sistema de “bolha” para as partidas, ampliação no número de testes e redução de 70% no número de pessoas trabalhando nos estádios.

As medidas não foram aceitas pelo MP, que manteve a recomendação de suspensão dos eventos esportivos. O Campeonato Paulista está impedido de realizar partidas em São Paulo por causa de um decreto do governo estadual que endureceu medidas de restrição para tentar conter a pandemia da Covid-19, em seu momento mais crítico no país. A determinação suspende a realização de eventos esportivos no estado desde o dia 15 de março. Na semana passada, foi ampliada até o dia 11 de abril. Nesse período, a FPF tentou negociar com o governador e com o Ministério Público estadual, que apoia a decisão, mas sem sucesso.

Dois jogos foram realizados no Rio de Janeiro, em cidades onde não há restrição, na semana passada: Mirassol e Corinthians e São Bento e Palmeiras. Outras partidas chegaram a ser cogitadas em outros estados, mas as negociações com as cidades foram barradas por decisões locais. Originalmente, o Campeonato Paulista estava previsto para terminar em 23 de maio. (*) Com informações do Globoesporte



COLÉGIO FUTURO HORIZONTAL TOPO

Comentários

Atenção: Os comentários feitos pelos leitores não representam a opinião do jornal ou do autor do artigo.