BIG MART INSTITUCIONAL Horizontal Topo

Frota de veículos aumenta 177% em 18 anos na cidade, aponta Denatran

Cidade

Dados fornecidos pelo órgão mostram que o número subiu gradativamente ao longo dos anos

Frota também aumentou no primeiro semestre deste ano em Penápolis

Frota também aumentou no primeiro semestre deste ano em Penápolis. Foto: Ivan Ambrósio

JOVEM PAN PENÁPOLIS

Nos últimos 18 anos – 2000 a 2018 –, a frota de veículos circulando pelas ruas e avenidas de Penápolis aumentou 177%, segundo apontou o Denatran (Departamento Nacional de Trânsito) que disponibiliza, mensalmente, dados estatísticos sobre a quantidade de automóveis em cada município.

Conforme o levantamento, em 2000 Penápolis tinha 18.687 veículos trafegando. De lá para cá, o número subiu gradativamente, chegando a marca de 50.568, balanço este registrado pelo órgão o ano passado.

Deste total, 23.959 são automóveis. Segundo os dados apresentados pelo departamento, em um ano, Penápolis recebeu o registro de 1.491 novos veículos, já que em dezembro de 2017, o total de registros era de 49.077.

Com mais veículos, Penápolis também acaba se beneficiando com o repasse de recursos arrecadados com o IPVA (Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores). Do total obtido 50% ficam com o Estado e o restante volta para o município. O tributo é pago no começo de cada ano e pode ser dividido em até três parcelas.


SEMESTRE

O aumento também ocorreu no primeiro semestre deste ano, em comparação com o mesmo período de 2018. Segundo os dados, nos primeiros seis meses, circulam 51.299 veículos. Desse total, 24.259 são carros, 12.013 motocicletas, 5.264 motonetas, 1.510 caminhões e 311 ônibus.

Camioneta somam 1.291, ciclomotor 161, caminhonete 3.701 e 120 micro-ônibus. O crescimento foi de 4,08%, já que no primeiro semestre de 2018, a frota era de 49.758, sendo 23.618 automóveis, 11.824 motocicletas, 5.074 motonetas, 3.552 caminhonetes, 1.193 camionetas, entre outros.


VENDAS

Um dos fatores que colaboraram, ao longo dos anos, para o aumento da frota na cidade é as vantagens que hoje o consumidor tem para adquirir seu automóvel, como financiamentos e uma das medidas que governos anteriores fizeram que foi a redução do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados), o que contribuiu para aquisições.

No primeiro semestre de 2019, a venda de veículos no país aumentou 12,1% na comparação com o mesmo período do ano anterior, passando de 1,38 milhão de unidades para 1,55 milhão. Quando comparadas as vendas de julho (243,6 mil) com o mesmo mês de 2018 (217,5 mil), houve elevação de 12%.

Na comparação com junho, os licenciamentos aumentaram 9,1%. Os dados foram divulgados Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores). A exportação de veículos montados caiu 38,4% de janeiro a julho na comparação com o mesmo período do ano passado. Em relação a julho de 2018, a venda para o exterior caiu 15,7% e ante junho deste ano houve aumento de 4,2%.

Segundo a associação, a produção dos sete meses de 2019 aumentou 3,6% ante o mesmo período do ano passado, ao passar de 1,68 milhão para 1,74 milhão de veículos produzidos. Na comparação entre os meses de julho houve crescimento de 8,4%. No sétimo mês deste ano a produção chegou a 266,4 mil. Na comparação com junho o aumento foi de 14,2%.



AREIA BRANCA HORIZONTAL TOPO

Comentários

Atenção: Os comentários feitos pelos leitores não representam a opinião do jornal ou do autor do artigo.