Iamspe abre credenciamento para médicos na região

Cidade

Proposta pode ampliar número de médicos e de serviços direcionados aos servidores estaduais

Comissão municipal do Iamspe defende que a Santa Casa possa realizar mais procedimentos, para atender conveniados

Comissão municipal do Iamspe defende que a Santa Casa possa realizar mais procedimentos, para atender conveniados. Foto: Arquivo/JI

O Iamspe (Instituto de Assistência Médica do Servidor Público Estadual) abriu credenciamento de Prestadores de Serviços de Apoio, Diagnóstico e Terapia (SADT) em unidades não hospitalares do interior do Estado, incluindo a região de Penápolis.

Os interessados em participar da rede de serviços médico-assistenciais do instituto devem acessar sítio eletrônico www.iamspe.sp.gov.br, Processo 10567/2013, para conhecimento da íntegra do edital. As inscrições podem ser feitas até a próxima quinta-feira (27).

A informação é da presidente da comissão municipal do Iamspe em Penápolis, professora Jandinéia Fernandes. Ela relatou que esse credenciamento é direcionado para várias especialidades médicas. “Somente fisioterapia e psicologia não estão abertas para cadastramento, mas existindo interessados o Iamspe poderá avaliar, e dependendo do processo, liberar essas especialidades”, informou.

Ela relatou que, desde o ano passado, representantes da comissão municipal tem participado de reuniões em São Paulo, na sede do Iamspe, quando as solicitações dos usuários locais são apresentadas e discutidas pela equipe do instituto e demais comissões de outras regiões do estado.

“Temos conseguido muitas coisas, com médicos sendo credenciados diretamente pelo instituto, sem intermediação da Santa Casa, por exemplo, que é a referência do convênio em Penápolis”, informou.

A comissão, formada também por Leovani Cantazini (Apeoesp) e Nides Maziero (Afuse), vem mantendo contatos rotineiros com a Santa Casa, médicos e laboratórios, em busca de ampliar o atendimento médico e de exames aos funcionários públicos estaduais de São Paulo, seus dependentes e agregados.

“Já tivemos sucesso nesse primeiro momento com alguns setores, mas isso não é o bastante. Vamos continuar trabalhando e buscando alternativas para ampliar e melhorar cada vez mais o atendimento em Penápolis”, garantiu.

O grupo continua atuando para que a Santa Casa de Penápolis, que tem estrutura, posso realizar cirurgias dos servidores conveniados. É que vários procedimentos são encaminhados para outras localidades, por conta do convênio com a Santa Casa não permitir.

“Se isso acontecer, o médico de Penápolis não precisaria levar o paciente para outra cidade, ou hospital. Seria tudo aqui”, explicou.

 

ARAÇATUBA

A presidente da comissão municipal do Iamspe em Penápolis observou que o pagamento de valores em atraso devidos para Santa Casa de Araçatuba, feitos pelo Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual no final de janeiro, deve resolver o impasse criado em 2019.

A Santa Casa suspendeu o atendimento aos pacientes conveniados em junho do ano passado. No mês de maio, o hospital comunicou ao instituto que, por 30 dias, manteria apenas os atendimentos de urgência e emergência, devido aos prejuízos financeiros em vários procedimentos realizados.

Em resposta, a direção do Iamspe pediu que todas as contas do convênio fossem fechadas até 3 de junho, quando suspendeu as liberações de autorizações para procedimentos pelo hospital de Araçatuba para pacientes conveniados. O instituto ainda teria deixado de pagar pelos serviços prestados em abril e maio de 2019, além de dever valores referentes a pagamentos retidos de atendimentos prestados desde 2015.

“Com os pagamentos feitos agora pelo Iamspe à Santa Casa de Araçatuba, acreditamos que o atendimento logo será restabelecido, e isso deve garantir que os pacientes conveniados da cidade não precisem viajar a outros municípios conveniados”, disse Jandinéia.

Segundo ela, com a suspensão, os conveniados de Penápolis não puderam realizar procedimentos naquele hospital, bem como exames que estavam no convênio, e que também eram feitos em Araçatuba. “Tivemos informação de que muitos usuários estavam viajando para Rio Preto, Lins e até Bauru. Agora, resolvendo o caso da Santa Casa, muitos exames serão realizados em Araçatuba”, explicou.



AREIA BRANCA

Comentários

Atenção: Os comentários feitos pelos leitores não representam a opinião do jornal ou do autor do artigo.