Menina com leucemia tem saúde agravada e precisa de ajuda para doações de sangue

Cidade

Geovanna Guillem está internada, em coma induzi, na UTI da Santa Casa da Araçatuba

Geovanna está na Santa Casa de Araçatuba na UTI (Unidade de Terapia Intensiva)

Geovanna está na Santa Casa de Araçatuba na UTI (Unidade de Terapia Intensiva). Foto: Reprodução

A menina Geovanna Steffane Ribeiro Guillem, moradora do bairro rural da Barra Bonita, que sofre de leucemia e foi alvo de campanhas no ano passado para encontrar um doador compatível para um transplante de medula óssea, teve sua saúde agravada em dezembro último.

Durante o ano passado, as campanhas para doação de sangue mobilizaram toda a região em busca de um doador que tivesse total compatibilidade, com análises sendo realizadas por meio de testes laboratoriais específicos. Na época, constatou-se que os pais não eram compatíveis.

Com o agravamento da doença, ainda em dezembro passado, Geovanna foi encaminhada à Santa Casa de Araçatuba e, até o momento, totaliza mais de 30 dias internada, sendo as duas últimas semanas na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do hospital em estado grave.

A informação foi confirmada pelo pai da menina, Reinaldo Guillem, que agora pede à comunidade regional apoio para a doação de sangue para atender sua filha e abastecer o banco do hospital. “Pode ser de qualquer tipo”, disse, esperando que a população ajude nesse processo tão doloroso que a família está passando.

Segundo ele, Geovanna precisa de plaqueta especial e, quanto mais doadores aparecerem, maiores serão suas chances nesse momento, dada a gravidade do seu estado de saúde. “Minha filha se encontra em coma, sedada, tendo hemorragias”, lamentou.

Os pais da menina, atualmente residindo no bairro Barra Bonita, descobriram a doença em meados de abril do ano passado, período em que ela passou por internações, sempre com dificuldades. Naquela época também ficou internada em Araçatuba por 33 dias, sendo oito deles na UTI.

A família também recebeu ajuda financeira, quando um show de prêmios foi realizado na capela de São João Batista com toda a arrecadação destinada ao atendimento da menina. Além dessa promoção, um leilão de gado foi realizado no bairro Araponga, que teve o mesmo propósito de ajudar a família de Geovanna durante o período de tratamento.


DOAÇÕES

O Hemocentro de Araçatuba está recebendo as doações de sangue, de qualquer tipo e urgente, para atender a menina, que precisa repor plaquetas. Quem puder ajudar, com qualquer tipo sanguíneo, deve comparecer ao local para abastecer a unidade, que é referência regional e sempre precisa ter no estoque bolsas suficientes para atender a demanda.

Guillem disse que, quando os voluntários forem ao hemocentro, devem informar que a doação é a pedido da família de Geovanna. “Ela está precisando repor plaquetas, com urgência”, reiterou. No ano passado, voluntários que fizeram a doação de sangue se colocaram à disposição para verificação da compatibilidade entre o paciente e o doador que poderia possibilitar o transplante de medula óssea para a menina.


HEMOCENTRO

Os interessados em doar sangue no Hemocentro de Araçatuba, podem se dirigir à avenida Arthur Ferreira da Costa, 330, bairro Aviação, na região do Recinto de Exposições Clibas de Almeida Prado e ao lado do antigo Hospital da Mulher. O telefone para contato é (18) 2102-9400, com atendimento na segunda-feira, das 8h às 19h; de terça à sexta-feira, das 8h às 17h; e aos sábados, das 7h às 11h.

Para doar, a pessoa precisa estar bem de saúde, apresentar documento oficial com foto (RG ou CNH), ter de 16 a 69 anos de idade, devendo os menores estarem acompanhados dos pais e os homens devem pesar mais de 50 quilos, enquanto as mulheres mais de 51 kg.



AREIA BRANCA

Comentários

Atenção: Os comentários feitos pelos leitores não representam a opinião do jornal ou do autor do artigo.